Início POLÍTICA “Por fraude sim, jamais pela condição dela ser mulher”, diz Antônio Pires

“Por fraude sim, jamais pela condição dela ser mulher”, diz Antônio Pires

83
0

Algo de surreal está acontecendo na política coelhonetense, de repente a coligação e o marketing do grupo político de Américo de Sousa tentaram transformar uma denúncia de fraude em perseguição e aversão às mulheres na política.

A coligação de Antônio Pires, e seus correligionários políticos ficaram abismados com as insensatas declarações que Cristiane Bacelar fez contra eles. Para ela, tanto Antônio Pires quando seu grupo político a perseguem por ela ser a única mulher a concorrer no pleito majoritário.

DISCURSO DE ÓDIO

Cristiane tentou construir um estímulo de comportamento estereotipado para a coligação “A Força que Vem do Povo” de Antônio Pires, que impacta diretamente a mulher.

Com o uso indiscriminado do discurso de ódio ela incitou que seus adversários não a deixam ser candidata pela condição dela ser mulher, o que caracteriza misoginia, ou aversão às mulheres. Algo desinteligente demais de se ouvir, mas que inflamou seguidores e apoiadores desatentos de Cristiane a imitá-la nas redes sociais.

O MOTIVO

Indícios de falsificação de documentos, falta do nome do partido Solidariedade no convite da convenção e a responsabilização da coligação de Américo de Sousa (PT) por ter consentido a formação de uma chapa majoritária sem a presença física de Cristiane Bacelar, ou alguém que a representasse por procuração.

No paragrafo acima, estão os únicos motivos que levaram a coligação “A Força Que Vem do Povo” a formalizar a denúncia pela impugnação de Cristiane Bacelar como vice na chapa majoritária do PT, nada além disso.

A FRAUDE

Observe bem o erro de escrita “Partido dos Trabalhares“, ele aparece onde deveria ser Partido Solidariedade, e se repete nas duas atas, Solidariedade e Partidos dos Trabalhadores.

A ata diz que houve presidência de Cristiane Bacelar, mas ela não esteve na convenção
O erro de escrita Partido dos Trabalhares, se repete nas duas ata Solidariedade e PT

PELAS MULHERES

Antônio Pires sempre enalteceu a mulher, e na política sempre as incentivou. Em 2016 quando migrou sua candidatura do pleito legislativo para o majoritário, Pires, fez questão de indicar uma mulher para lhe substituir.

Sou um dos maiores incentivadores da mulher na política neste município, e acredito que sem elas nossa política jamais vai funcionar com plenitude e representatividade. eu estou pronto para o debate, jamais para o discurso de ódio e a misoginia.

Antônio Pires

Não há como negar, ver uma mulher saindo de uma disputa eleitoral incitando discurso de ódio é desventuroso. Entre cometer um erro e/ou ser coautor de um o mais honroso a ser feito é assumi-lo.

Deixe uma resposta